MÚSICA VIVA COM O CONCERTO GROSSO DE CORELLI


O professor da Escola Música da UFRN, Danilo Guanais, apresenta toda a magia que tem o Concerto Grosso composto por Arcangelo Corelli. O programa vai ao ar neste domingo, às 17h. 




Concerto grosso (plural italiano: "concerti grossi") é o concerto em que um grupo de solistas ("concertino") — geralmente dois violinos e umvioloncelo — dialoga com o resto da orquestra ("ripieno"), por vezes fundindo-se com este resultando no "tutti", sendo característico do período barroco. É uma forma estritamente instrumental, do período barroco. A denominação « concerto grosso » apareceu pela primeira vez próximo ao ano de 1670, na partitura de uma cantata de Alessandro Stradella. 


Praticado, sobretudo, na Itália e na Inglaterra — um pouco nos países germânicos, mas nunca na França —, esse gênero deriva-se da música veneziana a coro duplo e da suíte de danças. As diferentes partes, concertino, ripieno e tuttti, são sustentadas pelo grupo do baixo contínuo (ordinariamente baixo de viola da gamba e cravo). Certos compositores utilizaram simplesmente a denominação de concerto, sinfonia ou sonata para a forma do concerto grosso. O concerto grosso é, frequentemente, dividido em quatro movimentos, alternativamente lentos e rápidos.

This entry was posted on 31 de jul de 2011 and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

Leave a Reply