Demorou mas chegou

Nana Caymmi completa 72 anos em abril. Resignada, tardiamente ela ainda ganha homenagens relativas aos seus 70. Devido a isso, a cantora receberá como homenagem “Nana Caymmi - A Dama da Canção", caixa que reúne 19 discos em 40 anos de carreira. O box, que teve organização do produtor e jornalista Rodrigo Faour, compila os álbuns mais relevantes da trajetória de Nana naquela gravadora. Vai desde o primeiro, "Nana", lançado em 1965, até "Sangre de Mi Alma", de 2000, cujo repertório é formado por boleros.  No volume de raridades, estão temas gravados em diversas épocas, como "Saveiros" - de Dori Caymmi e Nelson Motta, com a qual Nana ganhou o Festival Internacional da Canção de 1966, além de faixas do compacto de 1967, que tem os Mutantes como banda de apoio. 

This entry was posted on 8 de jan de 2013 and is filed under ,,. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

Leave a Reply