A memória de Hianto de Almeida na Universitária FM


O programa Música Potiguar Brasileira desta semana revira o baú das raridades e presta uma justa homenagem ao macauense Hianto de Almeida. No especial, a Universitária FM revisita toda a história desse músico do Rio Grande do Norte. O programa vai ao ar neste sábado, às 17h, com reprise no domingo, ao meio-dia.

Se estivesse vivo, Hianto de Almeida completaria neste sábado 88 anos. Mas quis a vida que ele nos deixasse prematuramente, aos 40 anos, em 1964. A brevidade de seu trabalho não o poupou de influenciar grandes nomes da música nacional. Esse é o caso do maestro Tom Jobim. 

Como Hianto foi um dos precursores da bossa-nova, “Tom Jobim descobriu que a música dele tinha uma lógica, uma cadência própria”, segundo defendeu o humorista Chico Anysio, certa vez, em entrevista.  Aliás, Chico e Hianto compuseram quase trinta canções juntos. Enquanto que o próprio Tom chegou a produzir um show do homenageado da Universitária FM.

Verdadeiros ícones da MPB já gravaram sucessos de Hianto de Almeida. Esse é o caso de João Gilberto, que gravou “Meia Luz” (Hianto/João Luiz), já no seu álbum de estreia. Quem também já teve nosso potiguar como compositor para sucessos foi Nana Caymmi, Maysa, Miltinho, Marlene e muitos outros.E óbvio que todos eles aparecem no programa deste fim de semana.

SERVIÇO:

O QUÊ: Música Potiguar Brasileira
QUANDO: Sábado (02/06), às 17h; Domingo (03/06), ao meio-dia.
ONDE: Universitária FM | 88,9 MHz | 
TWITTER: @fmuniversitaria
FACEBOOK: /fmuniversitaria

This entry was posted on 31 de mai de 2012. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

Leave a Reply